Pvhcaos - AO VIVO

Mostrando postagens com marcador rondonia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador rondonia. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Rondon Rock Festival

Dia 2

Logo mais estaremos direto do Teatro Dominguinhos -  Ji Paraná Rondon Rock Festival 2017

Pvhcaos - Rondon Rock Festival - Música de Verdade

segunda-feira, 26 de maio de 2014

A cachaça de maconha febre no sertão


POR BRASIL
24/05/14
DANIEL CARVALHO, DE CABROBÓ (PE)


Encravado no “polígono da maconha”, região pernambucana famosa pela produção da erva em áreas irrigadas pelo rio São Francisco, o município de Cabrobó (a 531 km do Recife) vem se tornando conhecido por um “souvenir” peculiar: uma cachaça artesanal com raiz de maconha, a “Pitúconha”.

É fácil encontrá-la em bares e carrinhos que vendem espetinhos de carne.

Os interessados encontram o produto tanto em dose (R$ 1) como em garrafa.

Com o rótulo que se apropria da tradicional marca pernambucana de aguardente Pitú, essa caninha sai por R$ 30.

“Aguardente de cana adoçada com raiz de maconha”, informa, sem pudor, o rótulo da garrafa de 965 ml. “O Ministério do Transporte adverte: o perigo não é um jumento na estrada. O perigo é um burro no volante”, completa, em tom jocoso, o aviso da embalagem.

Cachaça de raiz de maconha, 'Pitúconha' é vendida como souvenir no sertão pernambucano
Conversarmos com um servidor municipal que, aos finais de semana, vende doses de cachaça de maconha em seu carrinho de churrasco.

Ele diz que algumas pessoas coletam as raízes que sobram das operações policiais de erradicação dos pés de maconha e vendem para os produtores de cachaça. Um saco de 30 kg sai a R$ 100.

O servidor, que vende a cachaça há cinco anos, afirma que chega a comercializar até seis garrafas por semana. “Já virou souvenir. Tem um pessoal do banco que compra de carrada. O pessoal tem muito interesse de conhecer. Houve até um leilão na capital. Saiu por R$ 200″, afirma.

ILEGAL

Segundo a Polícia Federal, ainda não há clareza sobre a situação legal da bebida. Perícia feita pela PF no ano passado indicou pequenas concentrações de THC (tetrahidrocanabinol), o princípio ativo da maconha, nas raízes.

Desde o início do ano, policiais federais e colaboradores que participam das operações de erradicação de plantações da droga foram proibidos de trazer e distribuir as raízes, que, ao contrário do restante da planta, não são incineradas.

“Se você for levar ao pé da letra, seria crime [a comercialização da raiz e, consequentemente, da bebida] porque tem o princípio ativo. Só que a concentração é baixíssima. É uma questão que ainda não se tem uma posição definida”, afirma Carlo Correia, chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal em Pernambuco.

De acordo com o artigo 2º da lei 11.343/2006, “ficam proibidas, em todo o território nacional, as drogas, bem como o plantio, a cultura, a colheita e a exploração de vegetais e substratos dos quais possam ser extraídas ou produzidas drogas”.

A exceção é para autorizações legais e para o que estabelece a Convenção de Viena (1971) a respeito de plantas de uso “ritualístico-religioso”.

“A lei não especifica a quantidade de THC. A questão é de ordem prática: a concentração é muito pequena. Não existe uma repressão sistematizada até hoje”, diz o delegado.

Correia afirma que há quem peça raízes aos policiais para tratar dor na coluna, problemas de estômago e asma. “Não existe nenhuma comprovação científica de que a raiz de maconha tenha alguma função terapêutica”, diz o delegado.

PITÚ

Em nota enviada no final da tarde, a empresa pernambucana Pitú informou ter tomado conhecimento da bebida “Pitúconha” e “do uso indevido de sua marca”. “A Pitú tomará todas as medidas cabíveis contra a violação dos seus direitos de propriedade intelectual.”

terça-feira, 8 de maio de 2012

HOJE TEM MAIS

Hoje tem mais

apartir das 20:00 hrs.



Não perca, o melhor da  música Rondoniense e Popular Brasileira você acompanha aqui pela Porto Velho C.A.O.S.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

HumorNotícia - o nome já diz tudo

Sras. e Srs.

Em mais um CAOS ENTREVISTA, teremos algo, meio humor e meio sério
muita informação com muita gozação e ainda tem a ver com Twitter.


É.....Gériman, pacato menino do Mucambo.
Humilde trabalhador que é,  porém ainda não aceitou o contrato milionário que pode mudar a sua vida, diretamente de porto velho - rondônia, traça seus comentários em forma de virtual comedy.

acompanhe:

C.A.O.S. - Gerimun, Gériman, nobre Géri.....quando surgiu essa idéia maneira de humor e notícia?
GériMan : Tendências, tem que transformar noticia em humor, a vida precisa de alegria, e ver os dois lados da notícia é ter uma visão em 360º.

C.A.O.S. - Algum intercambio em especial?
GériMan : cara, nada demais. acho que é natural. é que nem dor de barriga. quando chega vc corre e despeja. mas eu tenho algumas referências, tipo o Zé Simão, o kibe Loco, Danilo Gentilli, e mais um bando de vagabundo que não tem o que fazer  ahahaa



C.A.O.S. - e o contato pra galera que quiser conhecer?
GériMan : Meu endereço pra quem quiser seguir é @gerianderson1



C.A.O.S. - Alguma palavra final?
GériMan : sim, claro..... vai lavar uma trouxa de roupa ou capiná quintal  ahahaha
 abração mermão
  énóis





PvhC.A.O.S. - viva, viva a sociedade alternativa!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

DIMARCO NA BILLBOARD BRASIL

dale dale rondônia! Parabéns a banda de Ji-paraná, que teve merecido reconhecimento na revista BILLBOARD BRASIL... oooolhem.....olhem pra rondônia que aqui tem coisa boa!

quarta-feira, 12 de maio de 2010



TROCANDO IDEIAS 30/maio 19:00 HRs MERCADO CULTURAL
Bandas :
*Versalle : http://www.myspace.com/bandaversalle (LANÇAMENTO)
venda de produtos "BANCA C.A.O.S." : Cd,s , camisetas , adesivos .



Evento em parceria do Coletivo C.A.O.S. e Coordenadoria da Juventude de Porto velho em nome do parceiro "Figa", tem como objetivo formata a cena porto velhense abrindo espaço não as bandas que vem desenvolvendo um trabalho autoral na capital e no interior ,assim as bandas de outros estados associadas do FDE através das lista Fora do Eixo .
Trocando ideias e uma espécie de encontro das Tribos urbanas de PVH (Skate , Capoeira , Bike ,Mala Bares , danças de rua , artes marciais etc ..)
nessa 2° Edição do "Trocando ideias" será palco da 1° etapa B-BOY MANIFESTO(Hip-hop) na parte de dentro do Mercado Cultural , e as apresentações das bandas ficaram na área de fora na Praça do Palácio em frente ao Mercado Cultural .
Bandas que queiram apresentar seus trabalho no projeto "trocando ideias " que tem como programação todo ultimo Domingo do mês ate o final de 2010, e entra em contato através dos e-mail : brunoj.producaos@gmail.com ou comunicacao.caos@gmail.com .
Faça parte de projeto participe junto com o C.A.O.S a desenvolver essas açoes e vamos "TROCANDO IDEIAS " o/

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

PRIMEIRO SOL DOMINGO ROCK

a noite desse domingo dia 11/10 foi realmente movimentada pelo coletivo C.A.O.S, que executou o primeiro SOL DOMINGO ROCK com as bandas RUD E USCABA, NEC, D.I.G.I.T.O.S, MERDA SECA E NEÓFYTOS (ji-paraná).

O Rock foi legal, Rud e Uscaba abriram a noite meio tímidos, corridos, não puderam nem tocar todo o repertório, pois os músicos da banda tinham outros compromissos, bem quando o público resolveu entrar eles pararam. Então veio a NEC, "Nóis é Cowboy", banda loca de deathtrashblackcore com uma puta disposição no p

alco chama a atenção seu pequenino vocalista q consegue gritos aterrorizantes e até grunidos de um porco sendo sacrificado! Carai....fiquei de cara! hahahaha...muito bom...bandas novas chegando pra mostrar diferenciais.



A D.I.G.I.T.O.S foi a terceira. eu não sei dizer, e nem quero rotular a banda, pra mim é rock! e pronto, o o resto são cabelos espetados e franjas jogadas. A D.I.G.I.T.O.S é outra banda nova que vem com tudo ai na cena, com seus vocais melódicos e gritados estão conquistando seu espaço. fim do mês a molecada toca em uma das prévias do festival CALANGO. Boa sorte galera!

A noite estava juvenil, novata, quando entra em cena DOM PABLON e seu Comparsa Marcuse De La Peia, integrantes, sócios fundadores, formadores da MERDA SECA, banda portovelhense que já tem uns bons anos de estrada representa a resistência do Hardcore rondoniense! Nem preciso falar que foi du caralho com direito a roda violenta e participação do Coveiro GIOVANNI BABY BOY MARINNI. time completo.

Daí vieram os Neófytos! fiquei muito feliz pela vinda desses caras q conhecemos lá em Ji-paraná no Ultimo EU QUERO É ROCK. A banda eu ja sacava, já me amarrava, a galera não conhecia direito. É a segunda vez que vêm a capital, e chegaram arregaçando com suas músicas próprias e covers de classicos de Sepultura e Black Sabbath. Banda boa, consistente....trash nervoso. Muito bom pros caras a vinda deles por aqui, para eles perceberem que há lugar pra eles na Capital também, que a Neófytos não deixa a desejar em nenhum momento! massa! muito bom recebe-los e muito obrigado em nome de todo o coletivo C.A.O.S!

Mais domingos virão....no próximo tem mais quebradera!

abraços
rafael altomar

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Link


A galera do Acre, tá na atividade. Este mês acontece o Festival Varadouro, que já acontece há um tempo e é um dos maiores festivais da nossa Região. Mas além de tudo, há um outro, digamos "Festival de Metal" chamado Feliz Metal, que junta bom humor, galera animada e Bandas animais!

A Dream Cry, produção do evento, através do Metal Acre, blog parceiro, divulgou a lista do Feliz Metal



http://metalacre.blogspot.com/2009/09/divulgadas-as-bandas-do-vi-feliz-metal.html

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Prévia

Dia 02 pra todos os web(louco) ouvintes


PRÉVIA DO X FESTIVAL CASARÃO




O pessoal da Johny Rock Star já tá por aqui, e amanhã, confira pela Porto Velho C.A.O.S ao vivo, apartir das 17:30 hrs, entrevista com a galera da banda, ao vivo, no programa Na Redação.





Pvhcaos, a primeira web radio rock que dorme na sarjeta

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Cine Oca - Cineclubismo atuante em Rondônia

Programação do CineOca em agosto destaca Cinema, Narrativas e Memória







O CineOca apresenta, no mês da agosto, uma reflexão sobre Cinema, Narrativas e Memória através de quatro filmes que abordam essa temática. São três documentários e um filme de ficcão que pela linguagem inovadora e temáticas atualizadas prometem despertar o debate para a condição do ser humano e seu meio. A proposta cinclubista é a formação através do audiovisual, por isso sempre propõe discussões ao final da exibição dos filmes.

As sessões acontecem às terças-feiras às 20h, no Cine Sesc (Sesc Esplanada).


Dia 04/08: Cineasta da Selva

Quando o cinema ainda se iniciava no Brasil, com raríssimas produções, Silvino Santos registrou em imagens como era e de que forma vivia a população daquela região do Brasil. O filme recria a vida do cineasta utilizando imagens de seus próprios filmes e ainda traz depoimentos dos filhos e de pessoas que conhecem sua obra.


Dia 11/08: O poeta das sete faces

O documentário tem como linha mestra retratar a trajetória humana do poeta, ao mesmo tempo em que investiga, documenta e interpreta os diversos momentos de sua obra. O objetivo é transcender ao mero registro dos fatos da vida, mas mostrar como estes se mesclam nas transformações dos diversos rumos que tomam sua poesia: trata-se portanto de um "documentário poético", onde o espírito, o clima e a emoção da arte drummondiana estão sempre presentes, definindo o texto, a imagem, a música, a montagem e o desenvolvimento dramático do filme.


Dia 18/08 : Edifício Master

Um edifício em Copacabana, 25 moradores, gente aparentemente muito comum. Mas a câmera de Eduardo Coutinho vai encontrar ali toda a matéria de que se fazem os melodramas: solidão, fantasias, vaidade, dramas familiares. Em mais essa obra-prima de um mestre do documentário testemunhamos a precisão na escolha dos personagens e o rigor na opção pela palavra. Os entrevistados se mostram de uma maneira mais complexa e reveladora do que se não estivessem diante de uma câmera.


Dia 25/08: Narradores de Javé

Após saberem que a cidade onde vivem será inundada para a construção de uma usina hidrelétrica, os moradores decidem preparar um documento que conte todos os fatos históricos do local, como tentativa desesperada de salvar a cidade da destruição. Dirigido por Eliane Caffé (Kenoma) e com José Dumont, Matheus Nachtergaele, Nélson Dantas, Gero Camilo e Nélson Xavier no elenco.




PvhCAOS aprecia as Belas Artes

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Banda Soda Acústica


Em clima de contagem regressiva para o show de lançamento do primeiro álbum da banda Soda Acústica, que acontecerá no próximo dia 01.08, no Mercado Cultural de Porto Velho, Rinaldo Santos, vocalista da banda, falou ao Blog Tá pra parir sobre suas experiências musicais, processos de criação, novidades do novo álbum, cenário musical brasileiro atual, entre outros assuntos. Confiram!













TÁ PRA PARIR: Quando começou sua relação com a música? Antes da Soda, você já trabalhava nesse ramo?
RINALDO SANTOS: Eu já toquei em algumas bandas em São Paulo, nada profissional.

TÁ PRA PARIR: A propósito, como surgiu a Banda?
RINALDO SANTOS: Surgiu na UNIR. Falávamos muito sobre música e literatura. Sabíamos que todos tocavam violão e resolvemos ensaiar pra ver se rolava alguma afinidade. Rolou.


TÁ PRA PARIR: Possui alguma formação na área musical? Qual?
RINALDO SANTOS: Eu sou autodidata. Sempre me interessei e corri atrás do conhecimento e da prática. Mas, já cheguei a iniciar o curso de graduação em Musicoterapia. Fiz dois períodos. Atualmente faço Licenciatura em Música pela UFRGS/UNIR.

TÁ PRA PARIR: Você compõe também, além de tocar? Como é o seu processo composição?
RINALDO SANTOS: Sim, componho. O meu processo de criação é bem irregular. Tenho períodos em que componho bastante e outros em que me esforço e... nada. É irregular também o modo como componho. Uma canção pode começar pela letra, pela melodia, pelo tema, pode vir de alguma idéia estética relacionada às outras artes, como pintura, escultura, cinema, etc.. Enfim, surge a vontade de fazer uma música e eu tento. Mais importante que tudo isso é fazer com disposição e encarar como um desafio, de encontrar novos caminhos, novas formas. Quando digo “novos”, são para mim mesmo. Não quero reinventar a pólvora, só quero descobrir, conhecer, ir até onde posso.

TÁ PRA PARIR: Em qual função artística você se considera mais maduro? Como compositor ou como intérprete? Por quê?
RINALDO SANTOS: Sou menos imaturo como compositor. Como intérprete, não consegui me encontrar, tenho sempre a impressão de que sou muito negligente, descuidado, sem muito comprometimento. Quanto a compor, sou muito mais exigente comigo.

TÁ PRA PARIR: Quais são suas perspectivas com a gravação do CD?
RINALDO SANTOS: Tenho a perspectiva de conseguir, através do CD, demonstrar que estamos dispostos a encarar desafios, de buscar novos modos de fazer música, de forma digna e franca. Queremos compartilhar, mostrar o que fizemos, e deixar uma insinuação do que podemos fazer.


TÁ PRA PARIR: A banda pretende realizar shows em outros Estados? Quais?
RINALDO SANTOS: Sim, pretendemos. Temos algumas apresentações agendadas no interior do estado. Gostaríamos de também tocar pela Região Norte. Temos alguns contatos com o Acre, vamos ver se dá certo.

TÁ PRA PARIR: O que o público pode esperar desse novo trabalho da Soda? Há novidades em relação ao repertório?
RINALDO SANTOS: Tem novidades. A maioria das músicas são as que já tocávamos nos shows, mas tem algumas novidades.

TÁ PRA PARIR: Como você classificaria a Soda, no cenário musical brasileiro?
RINALDO SANTOS: Acredito que estamos tentando compreender o momento de transição em que vive o mercado fonográfico e a realidade comercial da música. Sempre buscamos a autonomia criativa, sempre quisemos ser autênticos, e nunca tivemos sonhos quanto ao estrelato. Hoje, tudo fica mais claro, acredito que estamos indo na direção certa, mais realista, mais ajustada ao novo perfil de artista: o “artista independente”. Também não queremos ir ao extremo de acreditar que esse novo artista não precisa de uma produtora ou de uma gravadora. Acreditamos que o artista deve estar assessorado por uma equipe profissional, em que todos trabalham, cada um em sua área, tudo depende muito da oportunidade de trabalho. Temos que nos adaptar ao projeto, nos ajustar aos recursos.

TÁ PRA PARIR: Quais são suas influências musicais e de que forma elas influenciam no seu trabalho com a Soda?
RINALDO SANTOS: De um modo ou de outro, tudo me influencia. Não tem um artista em especial que eu siga sua influência, tem momentos, obras, etc., de todos eu sugo um pouco (muito).

TÁ PRA PARIR: Tens algum projeto ou trabalho artístico paralelo ao Projeto da Banda? Quais?
RINALDO SANTOS: Eu fiz alguns trabalhos na criação de trilhas sonoras de espetáculos de teatro, dança contemporânea, cinema. Já publiquei o livro de poesia “Embaraço Rapsódico” pela Editora da UNIR. Sou também, integrante da ACME, um coletivo de artistas, com vários trabalhos reconhecidos nacionalmente e também no âmbito internacional.

sábado, 11 de julho de 2009

Cultura e Arte - Jean Ricardo - TEMPERAMENTOS

Noite de Festa

Aconteceu ontem, dia 10 de julho as 20:00 hrs, a abertura oficial da Exposição TEMPERAMENTOS - do artista Jean Ricardo.
















Ânimos exaltados para apreciar a técnica adotada pelo artista, Têmpera..









A mostra conta com poesias e telas de Jean Ricardo que é o primeiro da lista desta mostra na Casa de Cultura, no espaço Cesar Licório.
A exposição segue até o dia 20 de julho








Casa de Cultura Ivan Marrocos
Carlos Gomes com Rogério Weber
Centro - Porto Velho








Prestigie!










Porto Velho Cultura e Arte Organizando o Social®

sábado, 4 de julho de 2009

Exposição da semana - Pôr do Sol - até 10.07.2009

Exposição semanal

Mostrando as diferentes visões do Ser, faremos uma exposição sobre o Cappo di Tutti Cappi de todos nós, o Belo e monumental Sol.
Esta semana o tema é o Famoso Pôr do Sol

Envie o seu
O berg estréiou enviando a sua visão de um belo Pôr do Sol
Participe
portovelhocaos@hotmail.com

Só Papo Cast

Convidado de Hoje Marcinho                                                                                                                  ...